.

Ford

Motor V-8 do Mustang Mach 1 faz referência ao veículo clássico de 1969

Publicado

em

Frente e fundo dos novos Mustang Mach 1

Apesar do mesmo motor que o Mustang Bullit, existem divergências quanto às transmissões

O novo Mustang Mach 1 2021 que chegará no ano que vem, surge em um instante específico da Ford, quando tem a finalidade de crescer a sequência dos Mustangs com um modelo híbrido elétrico. O veículo tem o objetivo de incentivar o comércio dos carros esportivos, o que chamará a atenção daqueles que não renunciam a tudo o que manifesta a força V-8.

Serão oito versões, dentre os quais estarão presentes as curvas do Mach 1 original, que chegou no final da década de 60, dando sequência ao Mustang GT. Assim, nota-se o claro apelo nostálgico que esse veículo se propõe, o que conseguirá arrancar sentimentos dos apaixonados pelos clássicos veículos da fabricante.

Outra clara iniciativa que estará presente no novo Mustang Mach 1 2021 é a busca por cada um dos elementos que funcionaram em veículos anteriores, dessa maneira, a Ford procura combinar os elementos que deram certo nas versões consagradas ou já conhecidas pelo público. O exemplo disso está no fato que esse veículo contará com o famoso motor V-8, que possui capacidade de cinco litros, presente no Mustang Bullitt.

No entanto, é válido ressaltar que esse modelo possui como distinção o fato que o novo modelo será dotado de dez marchas, em transmissão automática. No entanto, as semelhanças se convergem novamente quando se trata do modo manual, uma vez que ambos terão a mesma caixa com 6 marchas.

Por mais que haja uma inegável relação com tudo aquilo que foi produzido pela linha Mustang no Mach 1, a Ford não quis que esse veículo parasse como uma simples repaginação histórica de suas criações. Mais que isso, a fabricante afirma que o veículo que chegará no ano que vem, foi feito com personalidade própria, o que servirá de distinção quando relacionado com as edições Mustang anteriores. Para alcançar esse resultado, a Ford apelou para uma frente totalmente nova, com grades e para-choque que garantirão identidade para essa peça.

Além das características rodas Mach 1 Magnum 500 de cinco raios, o Mach 1 também proporcionará uma versão com rodas diferentes, o que também contribuirá para que aqueles que escolherem por essa possibilidade, possuam modelos ainda mais únicos. Segue na mesma relação a asa GT500, que contém aba Gurney, mas de forma relativa, estando a cargo do cliente escolher por essa opção, bem como os freios Bembo e demais personalidades nas pinturas, como cores e faixas.

Em seu interior, o Mach 1 contará com um novo painel para comportar os botões e demais instrumentos com aparência própria para o modelo, como, por exemplo, a alavanca para a troca da marcha e as placas na soleira.

Uma das melhorias que se somam nesse veículo está a presença de dois trocadores de calor nas laterais do modelo, para que, desse modo, quando estiver em atividade, tanto o óleo do motor, como da transmissão, não esquentem demasiadamente, antes disso, permaneçam resfriados de forma eficiente.

Perspectivas de chegada

Lateral-frontal do Mustang Mach 1 de 1969

Novo Mustang Mach 1, divulgação.

A Ford tem como esperança que o lançamento do novo Mustang Mach 1 2021, “um veículo que traz sorriso aos rostos”, nas palavras do diretor de operações da Ford, Jim Farley, seja o início de um movimento de expansão nas vendas. Dessa forma, esse modelo pode funcionar como um catalisador das comercializações em todo mundo, considerando o recente crescimento de quase 7%, no início de 2020.

Fonte: Ford Media Center

 

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque