.

Elétrico

Renault Zoe: Combo de subsídios faz carro elétrico sair de graça

Publicado

em

Renault Zoe: Combo de subsídios faz carro elétrico sair de graça

Governo consegue impulsionar aquisição de elétricos na Europa por meio de incentivos

É possível afirmar que uma das grandes batalhas na Europa se refere à luta contra as altas emissões de poluentes em todo o continente. Para superar essas dificuldades, as autoridades estão investindo em inúmeras iniciativas, essas que acabam passando pelo próprio mercado de veículos, atingindo todo o mercado e, naturalmente, provocando tendências no mesmo. Basicamente, a ideia se concentra em limitar a quantidade de poluentes permitidas para cada veículo, como a limitação de 95 gramas de CO2 por quilômetro rodado a partir desse ano.

Ao mesmo tempo, surgem as iniciativas de que buscam reduzir os custos de aquisição de um carro elétrico, com o caso das isenções fiscais e abatimentos, que acabam tornando os elétricos mais acessíveis e, em algumas situações, até mesmo mais compensáveis. O caso mais claro de como as medidas na europa estão favorecendo a aquisição dos carros verdes, basta exemplificar através do Renault Zoe que está custando um total de zero euros em uma concessionária local. Ficou curioso para entender como o elétrico que custa R$ 150 mil no Brasil, está mais que viável para os europeus?

Renault Zoe: Combo de subsídios faz carro elétrico sair de graça 4

Renault Zoe (frente), divulgação.

No Velho Continente há uma prática muito comum na aquisição de um veículo, essa que se refere à prática do leasing, que diferente da convencional compra ou aluguel do carro, os europeus costumam assinar um contrato com as concessionárias, onde enquanto utilizam o veículo, seguem pagando as parcelas do bem móvel. Acontece que o sistema de arrendamento, popularmente conhecido como leasing, na Autohaus Koenig, concessionária alemã, conseguiu organizar o pagamento das parcelas de modo que o assinante não precisasse pagar por isso.

Como funciona?

Nesse caso, ao invés do indivíduo que contrata esse serviço pague de seu próprio bolso, os próprios incentivos estatais acabam por cobrir todos os custos relativos ao pagamento das parcelas do contrato, quanto ao Renault Zoe. O acordo de exatos dois anos desse elétrico na concessionária custa o valor total de três mil euros (R$ 18,3 mil), que coincide exatamente com o valor do incentivo oferecido no país. Dessa forma, todo o custo do leasing acaba sendo pago pelo governo, desconsiderando o fato óbvio de que, como o incentivo é pago com os impostos, os próprios cidadãos alemães são os custeadores.

Renault Zoe: Combo de subsídios faz carro elétrico sair de graça 3

Renault Zoe (interior), divulgação.

No entanto, é inegável que essa medida direciona os recursos levantados para a amplificação dos elétricos no país, no caso da Autohaus Koenig foram mais de três mil indivíduos que se aproximaram da aquisição do Renault Zoe, enquanto que trezentos destes efetivaram o contrato. O sucesso da iniciativa só não foi maior, afirma a concessionária, por uma deficiência logística, uma vez que a rede não previu tamanho interesse dos indivíduos em adquirirem o veículo por meio do sistema em questão.

No Brasil

Enquanto isso, no Brasil o Governo Federal acabou pegando muita gente de surpresa, com a redução do máximo do imposto para sete porcento para os veículos híbridos, sendo que esse valor pode ser zerado em algumas circunstâncias.

Renault Zoe: Combo de subsídios faz carro elétrico sair de graça 2

Renault Zoe, divulgação.

Já para os veículos completamente elétricos a alíquota chegou aos 0%, apesar disso, a alta cotação do dólar em relação ao real acaba ainda sendo uma verdadeira pedra no sapato dos entusiastas brasileiros.

Fonte: The Driven The Next Web

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Publicidade

Destaque