.

Esportivos

Novo Nissan GT-R em versão híbrida estreará em 2023

Publicado

em

Novo Nissan GT-R em curva na pista

Esportivo da Nissan contará com sistema da Fórmula 1

Cada segmento do mercado de automóveis possui o seu veterano, mas quando o assunto são os esportivos, não existe outro nome que se sobressai a não ser o do novo Nissan GT-R, que se trata de um dos modelos mais velhos e que conseguem permanecer no mercado, mesmo diante de tantos lançamentos.

Há quinze anos atrás, o GT-R era apresentado ao público (isso mesmo, você está ficando velho) e, com o passar do tempo, naturalmente surgiram mudanças na linha, afim de mantê-la sempre atualizada com as novas tendências presentes no segmento. Porém, apesar de todas essas alterações, o peso do tempo começa a pesar sobre o esportivo, afinal de contas, ainda se trata do mesmo lançado em 2007.

Pensando nisso, pode ser questionado a respeito de quando isso iria ocorrer, já que seria muito improvável que a Nissan simplesmente deixasse de produzir um veículo que vai bem nas vendas, considerando ainda o fator tempo. Ao que tudo indica, a chegada de uma nova geração está mais perto do que você imagina.

O novo Nissan GT-R não esteve presente na relação que detalha quais serão os modelos que chegarão em breve pela fabricante, mas isso não será um impedimento para o lançamento da nova linha do esportivo. Em faladas concedidas ao portal Automotive News, Ashwani Grupta, diretor de operações da Nissan, afirmou que a empresa está caminhando para realizar uma verdadeira mudança na linha que chega em território norte-americano, assim, o GT-R não estará fora dessas alterações.

Novo Nissan GT-R

De acordo com que foi endossado pelo texto, a Nissan já está com as mãos na massa para a produção do novo Nissan GT-R. Esse que chegaria em uma média de 2 anos. Quando levado em nota que essa novidade esteve muitas vezes sendo postergada, esse período de em torno de 24 meses não parece lá grande coisa. Intervalo esse que tem tudo para passar bem rápido para o esportivo que aguardava por uma nova linha.

A Nissan tem interesse em ofertar um sistema híbrido para melhorar a atuação do carro. Para tanto utilizaria de um sistema de recuperação de energia cinética. Esse que consegue aproveitar parte da que surge com a frenagem. Assim, em vez de perdê-la totalmente em forma de calor.

Novo Nissan GT-R em sua lateral-traseira

Nissan GT-R (lateral-traseira), divulgação.

Para quem não se lembra, em 2019 estava sendo ventilada uma suposta afirmação sobre a fabricante. A de que a Nissan não tinha em mente mexer tão intensamente no GT-R. Sendo mais exato, a fabricante permaneceria com o mesmo veículo por ainda, pelo menos, mais 6 anos, fechando duas décadas de atividade.

Além disso, as mesmas fontes afirmavam que o R36 não apostaria em um sistema híbrido, utilizando um motor convencional e elétrico ao mesmo tempo. Em vista disso, é perceptível que contradiz totalmente aquilo que estava sendo crido como verdadeiro em 2019. Assim, existem duas grandes possibilidades: a) informação falsa ou b) grande mudança de plano.

A segunda opção não está lá longe de ser bem provável. Isso, considerando que desde o último ano a fábrica passa momentos conturbados. Esses que vão desde escândalos, até problemas com o setor financeiro. Nances que poderiam ter motivado as mudanças presentes na declaração do COO.

Fonte: Automotive News

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Publicidade

Destaque