.

Lançamentos

Peugeot nos EUA: possível retorno em até três anos

Publicado

em

Novo 208 marca retorno da Peugeot nos EUA

Retorno da gigante ao solo norte-americano pode estar próximo

Há quatro anos, a Peugeot divulgou que estaria de volta ao comércio dos EUA, porém, todos já estavam certos para uma considerável demora para tal evento ocorrer. Isso, em razão do prazo estimado pela própria empresa. Considerando que a mesma havia definido um período de dez anos para o retorno ao solo da América do Norte. Para que esse fosse, então, uma realidade concreta. Assim, a Peugeot nos EUA se tornava, cada vez mais, abstrata para aqueles que querem de forma ansiosa.

Porém, havia muita pressa por parte da Peugeot. De forma clara a empresa não desejava esperar tantos anos assim para concluir o feito. E, para reduzir o tempo de espera, moveu o céus e terra para isso.

No início do segundo trimestre do ano passado, iniciou o processo de força para conseguir reduzir esse tempo de espera. Dessa forma, a fabricante espera conseguir reduzir em 36 meses esse aguardo, concluindo o processo logo em 2023. Acontece que muitas empresas e negócios não contavam com os traços tristes desse ano. O que motivou muitas deixas, suspensões e demoras em todos os setores da economia dos EUA.

Por meio desse cenário difícil na economia surgem então várias questões sobre como ficará o plano da Peugeot nos EUA. Assim, em seu plano de retorno ao mercado. Para conforto daqueles que não vêem a hora de que a presença da empresa no solo se torne uma realidade há uma fala. O The Detroit Bureau afirma, então, que ainda que a fabricante está vendo dificuldades em razão de estarem inseridos no mesmo contexto que os demais negócios. Mas que a Peugeot nos EUA ainda seria uma meta, assim indo firme e forte em seu objetivo.

Interior do 208 Peugeot nos EUA

Interior do 208, divulgação.

Peugeot nos EUA com menos burocracia

Essa fala, que está presente no artigo citado, teria ocorrido em uma reunião com o presidente da PSA Norte América, Larry Dominique, quando o chefão afirmou que a Peugeot seguirá com as ações queandam na direção de conseguir ofertar os veículos da fabricante logo em 2023. A meta de vendas parece bem nítida, já que chegou a ser citada pelo próprio Dominique, franquias de lojas e comércio pela internet.

Além do próprio ano vigente ter demonstrado que os meios de comércio online são fundamentais para superar as dificuldades nas interações pessoais presenciais. O presidente ainda acrescenta que os clientes não estão felizes com os métodos convencionais para aquisição de veículo. Por essa razão, investir nas aquisições pelo meio virtual seria de fundamental importância para manter-se atualizado em relação à demanda. Sobretudo quando se está de retorno para um determinado mercado.

Em sua visão, as pessoas estão buscando por uma maior simplicidade nos processos que envolvem a compra de um carro. Situação contrária às estressantes burocracias características de uma aquisição de grande porte. Um dos fatores que viabilizam o retorno da PSA ao mercado dos EUA é a sua aliança com a FCA, qual será sacramentada no próximo ano, facilitando assim, o processo de volta para um comércio que se estabelece atualmente como muito competitivo.

208 Peugeot nos EUA em cor azul

208 (lateral-traseira), divulgação.

Não foi uma grande surpresa o desinteresse da Peugeot acerca dos concessionários normais. Porém, pairava uma falta de certeza de como as etapas que precedem a aquisição de uma unidade poderiam ocorrer.

Agora, com vários negócios buscando os ambientes virtuais para darem cadeia em suas ações na economia. Incluindo também as próprias unidades concessionárias, que ao fecharem, migraram para plataformas online. Assim, o plano da Peugeot tem grandes chances de acertar o alvo.

Fonte: The Detroit Bureau

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque