.

Elétrico

Novo Renault 5 retorna como carro elétrico compacto

Publicado

em

Renault 5 em lateral

Olhar Automotivo – O Renault 5 esteve presente no mercado no intervalo entre a década de 70 e meados de 90. Apesar de não ser muito famoso dentre o público brasileiro, o hatch é bastante conhecido no mercado europeu, por essa razão, a fabricante resolveu ressuscitar o carro, em versão elétrica.

Como o mercado automotivo ruma na direção da eletrificação, nesse contexto, Renault busca ressurgir o tradicional, com o esperado apelo emocional aos saudosistas, sob uma perspectiva tecnológica, que os motores elétricos conseguem proporcionar.

O diretor de design da fabricante, Gilles Vidal, afirma que o Renault 5 tem como inspiração o R5, se enquadrando naquilo que é esperado para os tempos modernos, de caráter urbano e elétrico, rumos trilhados pelo próprio mercado.

Com essa apresentação do Renault 5, a fabricante busca explanar os caminhos que serão trilhados daqui para frente, sem revelar maiores informações sobre o lançamento em si. Toda a movimentação da Renault investe nas bases CMF-EV e CMF-B EV, sobre as quais um catálogo de carros elétricos serão construídos.

Frente do Renault 5

Renault 5 (frontal), divulgação.

O Plano Renaulution, qual a Renault está inclusa, abarca também a Dacia, Apine e a recente Mobilize, com a finalidade de ofertar carros rentáveis para o mercado médio e para o segmento compacto. Até o ano de 2025 serão apresentados novos sete carros elétricos pela Renault, com o objetivo de alcançar 45% das comercializações até o ano em questão.

A Renault terá um grupo de recursos como grande aposta no processo de eletrificação, dentre esses podem ser mencionados o sistema híbrido E-Tech, serviços online My Link com suporte ao Google e o ecossistema digital Software République.

Frota de elétricos da Renault

Elétricos da Renault, divulgação.

As falas de Luca de Melo, diretor executivo da Renault, deixam ainda mais evidentes que o objetivo da Renault é dominar o mercado europeu de carros elétricos. Para isso, investirá pesado em recursos tecnológicos que serão responsáveis por difundir os elétricos por todo o continente, fomentados por projetos como o Electro Pole e os estudos em hidrogênio.

Fonte: Renault

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque