.

Elétrico

Carro elétrico barato de R$ 64.000 apresenta falhas de segurança em teste de batida

Publicado

em

Suda Sa01 em curva

O Suda SA01 já pode ser encontrado no mercado da Alemanha, no entanto, o sedan elétrico conta com fabricação chinesa. Chamando atenção por seu preço baixo, o carro conta com um motor de 109 cavalos de potência e velocidade de até 134 km/h, com baterias de 39,5 kWh, o carro desempenha até 200 km de autonomia.

No entanto, como dito, o que verdadeiramente chama atenção sobre o SA01 é o seu preço é de 18.990 euros. Mas que, após a aplicação dos benefícios concedidos pelo governo, o valor cai para menos de 10.000. Esse número, em conversão direta para o real, equivale a aproximadamente R$ 64 mil.

Acontece que esse valor baixo não é conseguido magicamente, afinal, para toda redução é necessário um corte de custos proporcional. Para o alcance deste valor, é necessário um abatimento em setores essenciais do carro, como na segurança.

CONFIRA TAMBÉM:

Em razão disso, recursos como frenagem de emergência e airbags são dispensados, o que, em um teste de colisão, acabam demonstrando o verdadeiro preço pago por esse carro elétrico sedan. Em um teste da ADAC, famosa organização alemã, que realiza testes do NCAP, o carro elétrico de baixo custo teve um desempenho muito abaixo da média.

Suda Sa01 em teste de colisão

Suda Sa01, divulgação.

Em uma batida de frente a 64 km/h, o volante acerta a cabeça e peitoral do motorista, já os passageiros são atingidos nas pernas. Como o elétrico não possui Controle Eletrônico de Estabilidade (ESP), em um teste a 70 km/h, foi inevitável que o sedan não perdesse a estabilidade na pista. Também são apresentados problemas quanto a sua construção.

O Suda SA01 consegue ser desleixado no quesito segurança, pois está sendo vendido no mercado alemão por meio da certificação de carros com série limitada, o que permite a falta de atenção nesses setores, sob o pressuposto de vender menos. Dessa maneira, se o sedan elétrico fosse homologado como um carro comum, certamente teria seu comércio barrado.

Fonte: FCE

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Publicidade

Destaque