.

Caoa

Caoa pode assumir fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia

Publicado

em

Fábrica da Ford em Camaçari

Com a saída da fábrica da Ford em Camaçari, o que acontecerá com toda a estrutura montada ainda não é certo. Ninguém sabe, de fato, quem irá adquirir a Ford da Bahia, por mais que muitas possibilidades venham sendo levadas para atribuir um nome a quem daria seguimento com a produção no estado.

Após vir a público que a Ford em Camaçari não seria mais uma realidade, as autoridades governamentais se desdobraram para entrar em contato com fabricantes chinesas, afim de manterem a unidade em atividade.

Isso porque a produção na fábrica é razão de empregos e, portanto fonte renda para muitas famílias. Dessa maneira, acaba se tornando uma questão de foro social, capaz de afetar até mesmo a economia local.

CONFIRA TAMBÉM: 

No entanto, é possível que a unidade da Ford em Camaçari seja assumida por uma empresa que já se encontra em território nacional, dispensando o esforço da chegada de uma fabricante de primeira viagem.

O fundador da Caoa, Carlos Alberto de Oliveira Andrade revelou interesse pela planta de Camaçari, em entrevista concedida para o UOL. Em suas falas ele tratou sobre como isso poderia acontecer na prática e que a empresa somente daria um passo, caso tivesse a certeza de que esse seria um solo firme.

Um impasse que separaria a Caoa de assumir a unidade deixa para trás é levantado por Carlos, esse que seria a respeito da posição governo em frente aos passos adotados, que por não serem claros, não passam confiança para investimentos pesados.

Caso a Caoa encontre viabilidade de investimento, terá a oportunidade de suprir a demanda daqueles que já estão acostumados com os carros até então oferecidos pela Ford. Com uma unidade capaz de produzir 300 mil unidades anuais, poderá lançar seus próprios carros como continuidade dos modelos deixados pela fabricante de saída.

Fonte: UOL

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque