.

Audi

Escassez de chips faz Audi colocar dez mil funcionários em licença

Publicado

em

Fábrica da Audi

A fabricação de carros está sendo afetada de tal maneira que, em algumas regiões europeias, as máquinas estão sendo paradas. Isso em detrimento da escassez de chips disponíveis para o funcionamento dos processadores presentes nos carros.

Os chips também equipam os semicondutores das unidades e a falta de disponibilidade dessas peças no mercado, fez com que a Audi ficasse impossibilitada de seguir com a produção de seus carros. Dessa maneira, sem ter o que fazer com os funcionários, a fabricante precisou colocar 10 mil trabalhadores em licença.

Em Ingolstadt e Neckarsulm, ambas cidades da Alemanha, as unidades continuarão pisando no freio até o dia 29 de janeiro, em decorrência da indisponibilidade dos chips para o processo de fabricação, na indústria automotiva.

Montagem de carros da Audi

Montagens são suspensas, divulgação.

CONFIRA TAMBÉM:

Ainda que seja a contragosto, a medida precisou ser tomada já que não haveriam outros meios de continuar com a produção. Apesar disso, o presidente executivo da empresa, Markus Duesmann, afirma que as medidas de contenção não afetarão a Audi, quando vistas sob uma perspetiva global.

A intenção da fabricante é que, após essa medida, na segunda metade de 2021, possa recuperar o número de unidades produzidas. Outro fator que atenua as perdas sofridas pela Audi é que não somente ela vem penando com a indisponibilidade de chips no mercado.

Linha de fabricação

Audi coloca 10 mil funcionários em licença, divulgação.

Grandes nomes do comércio automotivo mundial, como Volkswagen e Ford, também estão passando pela mesma situação na Europa. Para se ter uma ideia, a Volkswagen precisou diminuir sua produção, enquanto que a Honda teve suspender a produção em Swindon, cidade da Inglaterra.

A única fabricante que não se queixou, até então, foi a BMW, que, em uma declaração pública, revelou que a escassez não havia interferido em sua produção, por causa dos chips.

Montagem da Audi

Chips causam parada na produção, divulgação.

Toda essa falta de chips disponíveis para as empresas automotivas teve início com a baixa nas comercializações de carros, no começo do ano passado. Dessa maneira, as fabricantes de eletrônicos, como Apple e Sony, puderam conquistar um espaço maior na demanda, sempre comprando em maior quantidade.

Fonte: Carscoops

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque