.

Compactos

Fim do Fiat Uno no Brasil: compacto tem seus últimos dias contados

Publicado

em

Fiat Uno em cor branca

Fiat Uno tem seu fim adiado pelo fechamento das fábricas da Ford no Brasil

O Fiat Uno pode ter o seu fim no mercado nacional ainda em 2021. O carro que se encontra em sua segunda geração há uma década e que agora pode dar adeus ao Brasil. Após preencher o imaginário dos brasileiros, presentes em todas as pistas do país, acabou sendo atingido por lançamentos da própria fabricante.

Sendo o portal IG, a Fiat já estava preparada para anunciar que o Uno deixaria de ser fabricado ainda esse ano. Porém, com movimentações inesperadas na indústria automotiva, como o fechamento das unidades da Ford, acabaram motivando um olhar mais carinhoso por parte da fabricante para com o irmão mais velho de muitos modelos.

 

Uno como peça inteligente no mercado

Jogando de esperta, a Fiat observou que o Ka, que vinha muito bem nas vendas dos últimos dois anos, deixaria os seus clientes na mão, com a saída da Ford. Dessa maneira, para aproveitar dessa fenda deixada na demanda, o Uno se torna uma opção ao compacto que teve a sua produção suspensa.

Como a medida se refere a um suporte emergencial e temporário aos indivíduos que pretendiam comprar o Ka, a permanência do Uno no mercado brasileiro não tende a se prolongar por muito tempo. Dessa maneira, o Uno deve seguir disponível somente enquanto houverem pedidos relativos a esse movimento.

Lateral-frontal do Uno

Uno, divulgação.

Fim do Fiat Uno

Após isso, o Uno deve se despedir de vez, já que não há previsão de um sucessor para o compacto. No entanto, a Fiat pretende lançar um SUV compacto que será responsável por ocupar o espaço deixado pela saída iminente do modelo citado, com produção em Betim (MG).

O fim do Fiat Uno será um peso muito mais sentimental do que sob fatores mercadológicos. Já que, presente no mercado brasileiro desde o começo da década de 80, o compacto mandou bem nas vendas. Mas, pouco a pouco, foi sofrendo com a presença de modelos lançados pela própria fabricante.

Interior do Fiat Uno

Uno (interior), divulgação.

Quando tratamos especificamente a respeito da geração vigente do Uno, que chegou em 2010, o desempenho apresentado nas vendas foi muito convincente. Porém, com o lançamento do Mobi, a sua situação ficou balançada, com a disputa desse modelo em uma categoria abaixo da ocupada pelo compacto.

Mas não parou por aí, a chegada do Argo imprensou de vez o Uno, em uma categoria acima, competindo nas vendas. Olhando por esse lado, não foi uma boa estratégia da fabricante, considerando que a disputa não focou em modelos concorrentes, mas acabaram boicotando os números da própria Fiat.

Lateral do Fiat Uno

Fiat Uno (lateral), divulgação.

Novos ares na Fiat

Essa pressão só teve trégua graças aos movimentos do mercado automotivo no ano passado, que foram suficientes para que o Uno conseguisse se esgueirar entre o Argo e o Mobi, conseguindo retornar para as relações mensais de vinte carros mais vendidos.

Insatisfeita com os resultados medianos do Uno, tudo leva a crer que a Fiat pretende reformar o seu catálogo, promovendo mudanças que fogem o conforto.

Traseira do Fiat Uno

Fiat Uno (traseira), divulgação.

Em vez de se contentar com as pouco mais de 22 mil unidades do ano passado, a fabricante pretende romper com o tradicional, para conquistar parcelas demais parcelas do mercado.

Fonte: IG

 

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque