.

Ford

Ford escorrega feio e luta para manter pontos de revendas

Publicado

em

Ford Ka hatch

Fim das indústrias Ford nacionais ocasiona fechamento de 120 pontos de venda

Notícias Automotivas – A Ford no Brasil fechou as suas unidades de fabricação no Brasil em janeiro, com o objetivo de se tornar uma importadora de carros de luxo.

No entanto, como resultado, os revendedores ficaram desamparados e, pelo menos, 160 unidades darão adeus ou mesmo irão buscar outras fabricantes para representar.

Ford Ka hatch 2021

Ford Ka hatch 2021, divulgação.

Das 283 unidades concessionárias da Ford, que estão distribuídas em pouco menos de 140 empresários, a fabricante pretende deixar somente 42,4% dessas em atividade, o que corresponde a 120 unidades.

Esse é o número de pontos de venda que a norte-americana considera viável de manter com as portas abertas, levando em conta a redução das unidades ofertadas no mercado brasileiro.

+ Ford acaba produção no Brasil: Ka e EcoSport não serão mais fabricados

Com o desinteresse da Ford na fabricação nacional e os pontos de venda encurralados, houve margem para que as demais marcas presentes no Brasil crescessem os olhos para essas unidades prestes a fecharem as portas.

Frente do Ford Ka hatch 2021

Frente do Ford Ka hatch 2021, divulgação.

Então, muitas montadoras buscam, nesse vazio deixado pela fabricante, a oportunidade de expansão no mercado.

O mundo gira para Ford

A Ford não pretende sair do país, apenas abandonar a fabricação e substituir sua atividade no mercado brasileiro, se tornando uma importadora de carros caros.

Para tanto, ainda precisará de algumas das unidades disponíveis para oferecer os seus modelos de alto padrão, mas parece que as concorrentes não estão nem aí para isso.

Traseira Ford Ka hatch

Traseira Ford Ka hatch, divulgação.

Agora é a Ford quem precisa lutar para manter as unidades na sua tutela, para tanto, precisará superar as ofertas feitas pelos concorrentes para os seus empresários.

De acordo com um texto destinado aos seus contribuidores, a fabricante revela que são inúmeras as tentativas das demais, em tomar os seus pontos.

Relatos ainda afirmam que linhas de crédito e carros de segmentos não cobertos pela Ford ainda são outras tentações que buscam encantar os empresários.

Contratos individuais

Associação Brasileira dos Distribuidores Ford (Abradif), que não defende a negociação direta e individual, mas em conjunto, atesta que algumas contratos já foram fechados.

Ford Ka sedan

Ford Ka sedan, divulgação.

Quanto a isso, a Ford respondeu que continuará com os contratos. Já que, por meio deles, se torna possível dosar com maior precisão as medidas tendo como referência a justiça e o equilíbrio.

Dessa maneira, a fabricante pretende minimizar os impactos que poderiam ser gerados com um acordo brusco.

Abradif relembra que boa parte dos revendedores acabaram prejudicados com o fim da produção de modelos como o Ka e Ecosport, que representavam 85% das vendas.

Traseira Ford Ka sedan

Traseira Ford Ka sedan, divulgação.

Em resposta a essa narrativa, a Ford salienta que está oferecendo o suporte para as revendedoras, por meio de “condições robustas”, para possibilitar a inserção dessas nas atividades de importação dos modelos de alto padrão.

Fontes: IstoÉ Gazeta do Povo

Veja também

+ Ford apresenta falta de peças após fechamento de fábricas

+ Saída da Ford ocasiona demissões em massa no ABC

+ Trabalhadores da Ford realizam manifestações em loja revendedora

+ Caoa pode assumir fábrica da Ford em Camaçari, na Bahia

+ Carros elétricos da Ford serão totalidade em 2030

+ Nova Ford F-150 Raptor apresenta motor 3.5 V6 EcoBoost e versão V8 é garantida

+ Nova Ford Ranger Raptor pode receber motor do Bronco 2021

+ Novo Ford Mustang Mach-E contará com fabricação na China

+ Ford Equator pode chegar ao mercado brasileiro

+ Ford Bronco Sport chega na Bahia, em Camaçari

 

 

+ posts

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.

Destaque