Volkswagen pode chamar Kombi elétrica de 'e-Samba' 2
Volkswagen I.D. Buzz, divulgação.

e-Samba fará parte do programa Electric for All

Quando Cartola afirmou que o samba conseguiu adentrar no Municipal, após circundar todo o universo, em Tempos Idos (1977), narrava a realidade do gênero musical que sofreu influência dos ritmos africanos e acabou conquistando todo o país, ao ponto de se transformar em uma das características que mais representam a cultura brasileira.

No entanto, 27 anos antes do lançamento dessa música, a Volkswagen já havia chegado a mesma conclusão, ao escolher o nome “Samba” para nomear a versão mais top do T1 Transporter, que conhecemos popularmente como Volkswagen Kombi. Agora, para Volkswagen Kombi elétrica, a fabricante busca no termo, e-Samba, intitular algum novo veículo, o que tem tudo para ser nome escolhido para o ID Buzz Concept.

  • Potência do motor: 275 kW;
  • Aceleração de zero a 100 km/h: 5.2s;
  • Velocidade máxima: 160 km/h (limitado eletricamente);
  • Autonomia: 500 km;
  • Bateria: 111 kWh.
Volkswagen pode chamar Kombi elétrica de 'e-Samba'
VW Kombi e I.D. Buzz, divulgação.

Sendo um verdadeiro sucesso até hoje os VW Samba, que possuem fabricação de, no mínimo, 60 anos atrás, possuem modelos que não envelheceram até hoje. Tanto é que ainda são bastante procurados por parecem mais releituras retrô, do que veículos antigos, propriamente ditos.

Apesar disso, a Volkswagen decidiu apostar em um visual moderno, que mesmo perdendo o charme retrô, foi muito bem recebido pelo público aberto à mudança. Assim, a VW busca evocar o espírito da Kombi, com uma versão moderna, na proposta de visual e novos recursos.

A Volkswagen tem como objetivo ampliar espaço para os veículos elétricos no mercado, por conta disso, criou o programa Electric for All, que em português significa “Elétricos para Todos”. Como firmamento para essa iniciativa, a VW investiu na criação da base Arquitetura Modular de Propulsão Elétrica (MEB), plataforma sob a qual os elétricos da fabricante são edificados, incluindo dentre esses o futuro ID Buzz.

Volkswagen pode chamar Kombi elétrica de 'e-Samba' 4
Lateral do I.D. Buzz, divulgação.

O conceito da Volkswagen Kombi elétrica possui dois motores que, independentemente, alimentam os eixos dianteiro e traseiro, dessa maneira, consegue fornecer 374 cv de potência, sob o fornecimento de energia de uma bateria de 111 kWh.

Apesar dessa configuração incrivelmente potente, como um dos objetivos bem claros do Electric for All é de aumentar o consumo dos elétricos, por isso, existem grandes chances de que ao menos uma versão menos potente seja lançada, para alcançar preços mais baixos e promover um maior número de vendas no seguimento.

O ID Buzz é dotado de um recurso de direção autônoma que a Volkswagen está projetando para os veículos que serão lançados, o ID Pilot, que poderá ser produzido a partir de 2025.

Volkswagen pode chamar Kombi elétrica de 'e-Samba' 5
Interior do I.D. Buzz, divulgação.

Vale lembrar também que, há dois anos, a fabricante apresentou o Volkswagen I.D. BUZZ CARGO, versão de carga que possui 204 cv e tração nas rodas traseiras. Além disso, o veículo funciona com apenas uma marcha e teto de velocidade em 160 km/h, para impedir que o condutor acabe esgotando a bateria desnecessariamente.

Há ainda a possibilidade de que o e-Samba não seja o ID Buzz, portanto o Volkswagen Kombi elétrica, se assim for concretizado, outro veículo estaria em voga. Também, é possível recordar do e-Bulli, veículo que já foi anunciado no começo do ano, uma versão elétrica da Kombi original, trabalho em conjunto com o eClassics.

Volkswagen pode chamar Kombi elétrica de 'e-Samba' 4
Lateral do I.D. Buzz, divulgação.

Apesar dos pesares, há grande possibilidade que as novidades que estarão sob o título “e-Samba”, têm o objetivo de trazer um veículo que concilie a modernidade, com o espírito clássico dos Sambas já lançados. Dessa forma, busca alcançar semelhante receptividade que os brasileiros tiveram com os modelos Volkswagen Kombi e o próprio samba.

Fonte: Observador  VW ID Talk

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.