Dodge revela se abandonará o Brasil, após fim do Journey
Dodge Journey 2016, divulgação.

Destino da Dodge em terras tupiniquins parece definido

A Fiat-Chrysler é um conglomerado que reúne marcas de ambas as empresas e se encontra enquanto uma das bases da fabricação automobilística na Europa. Ainda que sua sede seja instalada em Amsterdã (Holanda) e atividades na Itália e Estados Unidos, sua expansão é uma realidade em diversos países, dentre os quais está o Brasil, com quatro marcas do grupo presentes na terra tupiniquim.

Como que solitária, a Dodge no Brasil é a mais esquecida e, para constatar isso, basta perguntar a algum desavisado a respeito da presença da marca em território nacional. Então, muito provavelmente, a resposta será negativa.

Isso ocorre por um motivo muito bem simples: a Dodge não é uma marca de grande atuação no mercado brasileiro. Na verdade, muito pelo contrário, com 12 anos no país, só comercializa um carro, o Dodge Journey. Assim, nos últimos dias, foi divulgado pela Fiat-Chrysler, que chegava ao fim a produção do veículo, encerramento em conjunto com o ponto final na fabricação do Grand Caravan.

Diante do fato de que o único veículo comercializado pelo conglomerado não será mais produzido, seria esse o encerramento das atividades da FCA no Brasil, como um todo? De acordo com a própria fabricante, as coisas não serão bem assim.

Dodge revela se abandonará o Brasil, após fim do Journey 2
Dodge Journey, divulgação.

A suspensão definitiva da fabricação do Dodge Journey já era como que certa, por diversos fatores que acabaram contribuindo para que se tornasse inviável a produção do crossover.

O fato de novas opções terem surgido no mercado, provindas de renovações em linhas de concorrentes, fez com que a popularidade do veículo caísse, ao ponto de não se tornar, cada vez mais, uma segunda ou terceira alternativa, dentre as opções. Até o ponto que foi decidido pela FCA que essa linha deixaria de ser produzida nos últimos três meses desse ano.

No início do segundo semestre de 2018, o Journey já estava jurado de fim, em razão de uma mudança radical que a Dodge no Brasil passaria, onde a marca se concentraria na produção de modelos mais esportivos, deixando de lado também o já descontinuado Grand Caravan. Vale lembrar que essa informação não se tratou de um boato ou vazamento, mas de uma declaração dada por Steve Beahm, chefe de produtos do conglomerado.

Dodge revela se abandonará o Brasil, após fim do Journey 3
Lateral-frontal do Dodge Journey, divulgação.

Com guinada de produção exclusiva dos carros esportivos, nos EUA só sobraram 3 modelos da Dodge, são esses: Charger, Challenger e Durango. 

Segundo alguns boatos que estavam circulando há algum tempo, o Dodge Journey seria totalmente repaginado para um visual mais esportivo, o que faria com que o crossover se enquadrasse na mesma tendência atual qual os demais veículos da marca. No entanto, o impacto do cenário atual enfrentados por todo o mundo acabou fazendo com que novos caminhos precisassem ser tomados.

O Dodge Journey é comercializado em um único modelo, a versão de 2018, com motor 3.6 V6 à combustão de 280 cv e 34,9 kgfm, com câmbio de seis velocidades. Esse veículo vem equipado diversos recursos, dentre esses, os seguintes:

  • central multimídia
  • ar-condicionado (3 saídas)
  • 6 airbags
  • teto solar elétrico
Dodge revela se abandonará o Brasil, após fim do Journey 4
Lateral-traseira do Dodge Journey, divulgação.

Por mais que o clima de despedida seja inegável, em falas concedidas, a Fiat-Chrysler afirma que o encerramento de produção do veículo não marca o encerramento das atividades da Dodge no Brasil. As unidades do Journey serão vendidas até que o estoque seja esgotado, quando isso ocorrer, os compradores não deixarão de ser assistidos.

A marca afirma que as assistências, como as de manutenção, serão preservadas e até é considerada a possibilidade da chegada novidades.

Fonte: Motor1

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.