Honda City: confira informações sobre a motorização do hatch
Honda City (renderização), divulgação.

Honda City hatch chega na Índia ainda esse ano

Está curioso para saber como o novo Honda City 2021 estreará? Bem, para tanto, será necessário aguardar até a conclusão de 2020, quando o hatch tem a previsão de chegada no comércio de automóveis da Índia. No entanto, quem esperar um veículo sem diferenças quanto a sua motorização, em relação à versão sedan compacta, acabará tendo uma verdadeira surpresa. Isso porque, na realidade, os veículos não chegarão com motores iguais, causando uma distinção que se estende para além do modelo da carroceria.

Com um motor de 1.0 i-VTEC Turbo de 3 cilindros, o hatch terá uma finalidade mais direcionada para o público que busca por esportivos. A distinção ficará por conta do motor do sedan, esse que será o L15A 1.5 i-VTEC, que tem capacidade de 120 cv e acima de 15kgfm. Dessa maneira, o motor do hatch se destacará por conseguir conciliar maior potência e torque, com um motor de dimensões menores. Isso mesmo, apesar do motor da versão hatch ser consideravelmente menor, o seu desempenho se assenta acima do seu irmão sedan, então o seu caráter esportivo.

O motor hatch conseguirá atingir os 122 cv (5,5 mil rpm) e 18,2 kgfm (de 2 a 4,5 mil rpm), protagonizando o torque, que consegue atingir grande desempenho, mesmo em rotações menores, segundo informações disponibilizadas pelo portal Gaadi Waadi. Também é esperado o lançamento de uma versão de transmissão continuamente variável, para aqueles indivíduos que procuram por mais conforto na direção, mesmo que a custo de mais consumo.

Como todo carro que pretende ser lançado no mercado brasileiro, o Honda City 2021 hatch já está presente em registros do Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Tudo indica que o lançamento será uma verdadeira mão na roda para a Honda em terra tupiniquim, tanto é que, esperado sucesso de vendas, a linha deve ser produzida em ambas as versões de carroceria, em Itirapina (SP).

Mais informações e disponibilidade no Brasil

A versão hatch do novo Honda City 2021, deve ter se estender em até pouco mais de 4.340 mm, porém, fugindo o segmento dos intermediários, que estão de saída do mercado brasileiro. A sua tentativa será bater de frente com outros hatchs renomados internamente, mesmo que os seus concorrentes o façam parecer um “gato” de futebol de várzea, por suas dimensões consideravelmente maiores.

Com toda certeza, a sua maior pedra no sapato será o Chevrolet Onix, que tem um desempenho de vendas inquestionável, tomando o posto de primeiro lugar nas vendas dos hatchs compactos, em todos os meses do ano. Somente em julho foram 9.716 unidades vendidas, 1.864 a mais do que o segundo colocado da lista, a Hyundai HB20.

Enquanto isso, a versão sedan deve manter o idêntico motor 1.0 Turbo, que pode superar os 129 cv, quando preferido o uso de etanol.

Honda City: confira informações sobre a motorização do hatch 2
Honda City (renderização), divulgação.

Porém, a demanda mais tradicional, que ainda prefere as transmissões manuais, em detrimento dos automáticos e CVTs, acabarão decepcionadas, considerando que não há previsões de lançamento de uma versão que se enquadre nessa expectativa.

Ambos os modelos, que contarão com fabricação em território brasileiro, serão uma das investidas da Honda no mercado de carros do Brasil, com o mesmo objetivo da nova geração dos Fit, que pretende galgar ainda mais espaço em seus respectivos segmentos.

Fonte: Gaadi Waadi

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.