Frontal do Lucid Air em tom escuro
Lucid Air, divulgação.

Sedã elétrico surgirá no comércio ainda esse ano

O Lucid Air, restando em torno de 30 dias para a sua chegada definitiva, não pretende ser somente mais um lançamento elétrico, mais que isso, tem a intenção de levar o segmento para outro entendimento, ampliando recursos e realizando melhorias quando comparado aos demais concorrentes no mercado.

Para matar a desconfiança quanto a um elétrico não há nada que um desempenho de invejar não resolva e, concluindo essa lição de casa, o sedan entrega agora outra novidade, essa que diz respeito aos quilômetros rodados com apenas uma recarga completa.

Depois de apresentar uma aerodinâmica impecável, o Lucid Air finaliza aquilo que os entusiastas dos carros elétricos não estavam esperando, por considerarem uma realidade bem remota aos padrões que são encontrados hoje em dia. Estamos falando da autonomia desse sedan. Que consegue intimidar qualquer rival do mercado.

  • Bateria: 130 kWh (possíveis)
  • Independência: 832 km
  • Potência máxima: mais de mil cavalos
  • Zero a 100 km/h: 2,5 s
  • Velocidade total: 378 km/h

Autonomia do Air

Antes de estrear oficialmente, a sua capacidade de autonomia foi revelada e deixa qualquer um de queixo caído, já que são mais de 516 milhas, o que significa quase 833 km utilizando somente um carregamento de bateria. É inegável que a Tesla, agora, se sente desafiada diretamente, já que o posto de autonomia era ocupado até então por seu Model S, que perto do Lucid Air, tem os seus mais de 646 km ofuscados.

Novo Lucid Air 2021 em perspectiva aérea
Lucid Air (lateral-frontal), divulgação.

O conceito do chegou ao conhecimento público há quatro anos. E, de lá para cá, a startup norte-americana fundada em 2007 vem investindo pesados esforços. Assim, para que haja a concretização daquilo que, até então, estava apenas no papel. Com o resultado alcançado, a espera encontra justificação, sem esquecer também o fator financeiro. Já que a empresa busca por capitais para viabilizar o desenvolvimento do Lucid Air.

Bateria do Lucid Air

No entanto ainda surge uma questão não resolvida. Essa que se estabelece a respeito da bateria que estará presente neste sedan e as suas dimensões. Quanto a esse setor do elétrico, restam apenas suposições, já que ninguém conhece de fato qual será a unidade escolhida para compor o mesmo. No entanto, é conhecimento geral que o sedan contará com uma estrutura elétrica que supera os 899 Volts.

Considerando a larga vantagem que o Lucid Air possui sobre o Tesla Model S, é possível inferir ao menos qual será o mínimo utilizado pela startup. Quando analisamos a peça que fornece energia para a tração do elétrico vencido, é possível constatar que essa possui cem quilowatt-hora. Assim sendo, é inferível que o Lucid Air bate essa contagem. Afinal, a sua autonomia é de longe maior.

Por causa disso, está sendo ventilado, ao nível de rumor, que o sedan elétrico tem grandes chances de chegar com mais de 129 kWh. Porém, para obter um dado mais sólido somente em setembro. Mês em que a startup pretende divulgar oficialmente o veículo, quando Lucid Air chegará ao conhecimento geral.

 

Lateral do Lucid Air em foco aproximado nas rodas
Air (lateral), divulgação.

Por fim, o clima de novidade dentro da Lucid se estende também quanto às suas unidades. Já que está em processo de finalização da construção de uma unidade no Estado do Arizona, nos EUA. Dessa maneira, tem o intuito de iniciar a comercialização desse sedan elétrico verdadeiramente independente logo nos primeiros meses de 2021.

Fonte: Car Advice 

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.