M2 em curva na pista
BMW M2, divulgação.

Barulho de motor dublado em vídeo da BMW pode ser encontrado em concorrente

É bastante comum que, em períodos festivos, as fabricantes de automóveis publiquem alguma mensagem de felicitações. Há alguns dias, foi a vez da BMW que resolveu comemorar a chegada do ano novo com a publicação de um vídeo, que a primeira vista, parecia não ter nada demais. Nele o M2 aparecia fazendo fumaça e, após a câmera focar no odômetro, havia a mudança de 2.020 para 2.021, indicando a passagem de ano. Até então, nenhum problema envolvido.

A BMW, com a divulgação desse vídeo, tinha a clara intenção de comover os seus admiradores, sobretudo após a superação de um ano bastante conturbado. No entanto, as coisas não pararam por aí! Assim pois qualquer deslize cometido na internet nunca será perdoado e não foi diferente dessa vez.

Após uma breve análise acerca do vídeo publicado, foi possível perceber que o áudio não se tratava de uma gravação atrelada naturalmente ao registro visual. Mas não somente isso, o áudio em questão não provinha do M2, mas de um motor V10, esse que não é mais ofertado pela BMW. O barulho do motor em questão é exatamente o mesmo que pode ser percebido na concorrente Audi.

BMW M2 em perspectiva traseira
M2 na pista, divulgação.

Não bastou muito para que os comentários a respeito desse deslize começassem, sob o escândalo da BMW ocultar o som do motor presente no M2. Até que a fabricante tentou ser rápida no gatilho e, ao perceber a movimentação em torno do gafe, providenciou apagar o vídeo publicado. Apesar disso, como todos sabem, na internet as coisas não são tão simples assim.

BMW M2 com som de motor V10

No ambiente virtual, não é raro que em algum deslize, sobretudo dos grandes, algum internauta atento se antecipe e salve a publicação que posteriormente viria a ser deletada pelo autor. Nesse caso, Jason Cammisa, um jornalista automotivo, foi mais rápido que a BMW e salvou o vídeo em questão.

Com mais calma, nota-se que existem outros sons de motores no vídeo, o que leva a crer que, do alto de seu trono, a BMW não seria tão ingênua ao ponto de cair tão grosseiramente. Mas isso não impediu que a conclusão dessa propaganda fosse desastrosa, fato que a própria fabricante concorda, afinal de contas, tentou ser ágil em deletar a mídia publicada.

De certo modo, o fato de uma propaganda como essa ter sido aprovada, passa uma sensação de proximidade com o espectador. Afinal de contas, como a BMW conseguiu permitir que um vídeo dessa natureza fosse aprovado, o fator erro humano, inevitavelmente, acaba sendo exposto.

Fonte: Motor1

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.