Engarrafamento em trânsito
Trânsito brasileiro, divulgação.

DPVAT não será cobrado em 2021

O seguro DPVAT 2021 seria de pagamento imposto, assim como ocorre habitualmente todos os anos. Mas, após o Conselho (CNSP) decidir pela não-recolhimento do seguro, os proprietários de veículos estarão livres do DPVAT, em 2021.

No entanto, apesar de que todos os proprietários aceitaram de bom grado a dispensa de pagamento, muitos ainda desconhecem a razão do seguro ter tido o seu pagamento suspenso neste ano.

A Superintendência de Seguros Privados, popularmente conhecida como Susep, veio a público explicar o motivo da suspensão do recolhimento. De acordo com o órgão, os motoristas não precisarão pagar o DPVAT em 2021 porque o seguro possui fundos suficientes para dar seguimento às suas atividades neste ano.

Dessa forma, o motorista pode ficar tranquilo, já que mesmo sem pagar o seguro em 2021, ainda estarão cobertos por todos os benefícios habituais. Isso quer dizer que, em uma situação de acidente de trânsito, as partes envolvidas estarão assistidas pelo DPVAT da mesma forma que ocorria nos anos anteriores, onde o valor foi pago habitualmente.

A Susep, então, se preocupou em não levantar boatos em torno da medida escolhida. Assim, az questão de deixar claro que não houve nenhum rompimento de cobertura.

Da mesma forma, aqueles que ainda permanecem em dívida referente ao ano passado ainda precisam realizar o pagamento do seguro, para que, em uma eventual situação de acidente possam ser assistidos pelo DPVAT 2021.

Vale lembrar que a Seguradora Líder, encarregada pelo DPVAT, divulgou que uma porcentagem em torno de apenas 24% dos contribuintes pediram o valor do pagamento de volta no ano passado.

Isso porque, mesmo com os contribuintes pagando valores a mais, esses referentes ao ano anterior, muitos acabaram confusos com o reembolso do pagamento.

Essas confusões acabaram gerando um caixa muito maior do que o necessário para o caixa do seguro. Assim, além de não cobrar o DPVAT 2021, a Susep optará por outro operador.

Motos e carros em trânsito
Trânsito no Brasil, divulgação.

A cobertura destinada para os Danos Pessoais por Veículos Automotores Terrestres (DPVAT), a cada começo de ano é paga pelos motoristas com três finalidades bastante específicas.

Para essas, o caixa gerado é destinado em porcentagens diferentes. Sendo essas: metade para as coberturas de acidentes; 45% para o atendimento das vítimas ao Ministério da Saúde e os cinco porcento restantes vão para programas que têm por finalidade a prevenção de acidentes de trânsito.

Fonte: Superintendência de Seguros Privados

 

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.