Chevrolet Onix na pista
Onix, divulgação.

Os consumidores da Chevrolet, têm até 2035 para se acostumarem com a ideia de não encontrarem opções de motores a combustão nas revendedoras. Isso porque, até a metade da próxima década, a GM quer se transformar em uma fabricante global de carros elétricos, deixando para trás os motores convencionais.

Baterias, autonomia e ciclo WLTP são alguns dos termos que os consumidores precisarão se acostumar, considerando que os carros elétricos possuem particulares em relação aos convencionais.

Com todo o mercado convergindo para a eletrificação, as GM não quis ficar fora dessa e já traça o seu plano para se tornar uma fabricante mundial de carros elétricos.

Interior do Chevrolet Onix
Painel do Onix, divulgação.

+ GM evita do Chevrolet Onix Plus apanhar feio no Oriente Médio

+ Chevrolet Spin 2022 é nova minivan com design moderno e agressivo da GM

+ Volkswagen ID.3 é o segundo carro mais vendido na Europa

O primeiro grande passo para alcançar esse feito se dará em cinco anos, quando a GM pretende lançar o total de trinta elétricos, sendo que dez desses serão no mercado chinês e o restante para os EUA.

Após isso, a fabricante não pretende se acomodar com as unidades lançadas, mas tem o firme propósito de galgar o segmento, ao ponto de ser identificada como uma produtora de carros elétricos.

Frontal do Chevrolet Onix
Farol do Onix, divulgação.

Dessa maneira, daqui a vinte anos, a GM quer se tornar uma empresa carbono neutro. Para isso precisará reduzir as emissões, tanto com a disponibilidade de modelos elétricos, como no próprio processo de fabricação.

Com a poluição diminuída ao mínimo possível, a GM então adotará medidas da compensação. Essas poderão ocorrer por meio da compra de créditos de carbono ou reflorestamentos.

Direção do Onix
Volante do Onix, divulgação.

Também o Brasil está incluso nos planos da GM de fornecer carros elétricos, nesse cenário não tão distante, a fabricante irá banir a produção dos motores a combustão. Em relação às unidades de fabricação, a GM investirá pesado em energias renováveis para todas as unidades, com um prazo de até 2035.

Com somente três carros vendidos no Brasil, a General Motors tende a expandir a sua frota no mercado nacional, tendo como referência a meta de tornar seu catálogo completamente elétrico.

Traseira do Chevrolet Onix
GM tem plano de elétricos, divulgação.

Dessa maneira, considerando que o Chevrolet Onix é o carro mais vendido em todo o mercado brasileiro, na metade da próxima década, certamente uma versão totalmente elétrica do hatch será disponibilizada.

Fonte: NBC News

Jornalista de formação, trabalho em grandes jornais do ramo automotivo. Gosta de games e séries.